14 de jun de 2005

Casos

Regina Duarte

Durante o programa eleitoral do então candidato à presidência da república José Serra, no ano de 2002, a atriz Regina Duarte causou grande polêmica. Ela afirmou que tinha medo de uma provável vitória de Luis Inácio Lula da Silva e que não o reconhecia mais. Após tal declaração a atriz foi alvo de inúmeras críticas e, segundo afirmações dos tucanos, chegou a ser patrulhada. Lula rebateu Regina Duarte afirmando que ela deveria estar com medo das atrizes mais novas, porém recuou após alguns dias, dizendo ter grande admiração por ela. Luis Inácio alfinetou mais uma vez utilizando a frase: “A esperança venceu o medo” em um pronunciamento.
Em janeiro de 2003, durante reunião com a prefeita de São Paulo Marta Suplicy (PT), a atriz afirmou estar confiante no futuro do Brasil. Porém, em março de 2004 , em discurso na Câmara Municipal de São Paulo, Regina Duarte voltou a fazer críticas ao governo Lula: “Nenhum de nós que ama o Brasil, que ama os brasileiros, desejou em qualquer momento, que as coisas estivessem caminhando da forma que estão caminhando”.



Cigarro
Há muitos anos o governo brasileiro trava incessante batalha contra o tabagismo. No ano de 1998, o então ministro da Saúde José Serra enviou ao Congresso um projeto de lei para restringir a propaganda de cigarros na televisão no horário de 23h às 6h. Porém, foi somente com a Lei do Fumo, de 28 de dezembro de 2000 que se conseguiu a completa proibição de tal publicidade em veículos de comunicação de massa, como rádio, televisão e até mesmo outdoors. A partir de então, a propaganda foi restrita a pôsteres, painéis e cartazes na parte interna dos locais de venda. Outra medida foi a impressão nos maços de fortes imagens sobre os malefícios do fumo. Contudo, em estudos realizados pela UFRJ concluiu-se que tais imagens não chocavam as pessoas.

0 interações:

Postar um comentário