1 de mai de 2009

Cineclube - Criança, a alma do negócio

No última dia 30/04, foi passado o filme “Criança, a alma do negócio” no CineClube do SOS Imprensa na Faculdade de Comunicação da UnB. O documentário, dirigido por Estela Renner, mostra a influência da publicidade no universo infantil. Não só essa publicidade afeta as crianças como também a publicidade “normal”.
Muitos dados e atitudes polêmicas são levantadas no filme, como os meninos de 7 anos com celulares multifuncionais e meninas que se vestem e agem como verdadeiras adultas. As crianças consomem muitas vezes sem saber pra que estão consumindo determinada coisa. Elas querem, necessitam os objetos, mesmo não usando depois. O ato de consumir prevalece ao de usufruir.
Lucas Daniel, estudante de publicidade do segundo semestre da UnB, recorda da época em que era criança: “Os programas de criança tratavam-nos como crianças! Hoje eu os vejo e percebo que estão tratando as crianças como adolescentes: falam gírias, usam roupas da moda, sorteiam aparelhos eletrônicos”. Por que as crianças são todas iguais? Porque elas se espelham na TV e na publicidade. Muitos meninos e meninas do documentário dizem que preferem ver televisão a brincar com os amigos. É a abertura para o bombardeamento ideológico de uma indústria bilionária na cabeça das crianças.
Essas e outras questões nos levam a questionar: como serão essas crianças futuramente?

Se você quiser fazer download integral do filme (50 minutos), acesse o site do Instituto Alana.

Não perca as próximas sessões do CineClube do SOS Imprensa!






0 interações:

Postar um comentário