23 de set de 2008

Delícias de Imprensa

Em um mundo em que Xuxa é rainha, Roberto Carlos é rei e Galvão Bueno nasceu com cordas vocais, pode-se esperar de tudo. TUDO pode acontecer, inclusive NADA. E justamente NADA nos é passado em algumas matérias jornalísticas que temos o "deleite" de ver por aí. Citar exemplos? Claro, leitor. Isso me será prazeroso (...Ou será-me prazeroso... ou...ou...).


Delícias de imprensa
  1. De um grande jornal, no domingo: o jornal "procurou ontem" a firma, "por meio do telefone da assessoria que consta do site da empresa, mas não conseguiu ouvir a companhia". Ontem, para um jornal de domingo, significa sábado. E desde quando é possível encontrar algum funcionário de alto nível numa empresa, num sábado?
  2. Também num grande jornal, a respeito do advogado Roberto Bertholdo, acusado de irregularidades: "Bertholdo está detido e não foi localizado".
  3. Outro grande jornal, legenda da foto da Galeria Pagé, em São Paulo, famosa pela venda de produtos, digamos, paraguaios: "A fachada colorida do prédio da Galeria Pagé, no Centro". Segue-se uma foto em preto e branco.
  4. Título de um portal de internet: "Acnur corta metade do orçamento em Darfur devido a insegurança". O leitor que decifrar a charada ganha uma gravação do Roberto Jefferson cantando Nervos de Aço. Traduziu? Não? Então vai lá: Acnur é Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados. Darfur é a região do Sudão onde milícias árabes massacram cidadãos negros, em nome da "limpeza étnica" – novo nome daquilo que, antigamente, se chamava genocídio.

(Fonte: "O observatório da imprensa" por Carlos Brickmann)

É.... Se no congresso tem pizza, quem disse que na imprensa também não pode ter...delícias?

Que gostoso, não?!!

DICA DE FILME: Bom dia Vietnã (Good Morning Vietnam, 1987). Filme Estrelado por Robin Williams conta a história de um irreverente DJ que, recrutado para comandar programa de rádio das Forças Armadas dos EUA no Vietnã, enfurece oficiais.

Nayara Güércio

0 interações:

Postar um comentário