8 de set de 2008

Se você ama uns...

Olá, meu nome é Thiago Dutra Vilela. Estou cursando, na Universidade de Brasília, o curso de Jornalismo - o qual já cursei, durante 1 semestre, na Universidade Federal Fluminense. Também faço parte de uma Brigada de Agitação e Propaganda do Rio de Janeiro e, nesse momento, estou começando a participar do SOS Imprensa.
Estou aqui para abrir uma discussão que compreendo como essencial para esse blog e, de maneira geral, para toda a sociedade.  

Se os porcos são ainda mais inteligentes e as vacas ainda mais afetuosas do que os cães (e olhe que geralmente os cães são muito inteligentes e muito afetuosos), e se constatamos que a maioria da população brasileira não comeria um cão, por que comemos esses animais?
Na China, por exemplo, até pouco tempo atrás o cão era um prato comum para a população. Na Índia, matar uma vaca é crime assim como matar uma pessoa (acho que é até mais grave).
Comer carne animal, então, é uma atitude 'normal' ou socialmente construída? Será que precisamos mesmo dela para sobreviver?
Vacas, porcos e cabras são criados em unidades pecuárias onde não há a mínima consideração pelas suas necessidades mais básicas; o transporte é cruel e, içados por uma corrente que os puxa por uma das patas traseiras, estes animais são degolados, enquanto agonizam numa morte horrível.
Frangos e perus mantidos em aviários sobrelotados onde são levados à loucura pelo inferno em que vivem, vêem os seus bicos cortados, sem anestesia. Peixes arrastados repentinamente por redes de pesca sofrem o impacto de uma descompressão tão violenta e imediata, que é comum lhes saltarem os olhos das órbitas. E, não, os peixes não são vegetais.
Além desse aspecto cruel, há ainda mais. O consumo de carne bovina é causador de poluição da água, aquecimento global e consumo de bilhões de toneladas de vegetais - que poderiam alimentar a população que hoje passa fome.
Biologicamente, o ser humano não precisa de carne. Nós já evoluímos a tal ponto que sabemos exatamente quais plantas devemos consumir para preencher nossas necessidades de vitaminas, proteínas e minerais. Não precisamos que o animal faça isso pela gente.

Dito tudo isso, não faz o menor sentido nenhum argumento a favor do consumo de carne. Pois é um argumento usado para sacrificar uma vida. Vamos continuar sendo cúmplices desse crime?

0 interações:

Postar um comentário